segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Palavras escritas no mundo do silêncio
Sabedoria da ignorância que não ousa em manisfestar
Preso por lágrimas, sofrimento, dor e perca
Ajudam a manter o débil espirito vivo


Perdido nos sonhos e pesadlos constantes
Preso por entre dois seres que não param de lutar
Invisivel aos olhos de quem não quer ver
Esquecido por outros tantos


Navegando o oceano de prazer, loucura e dor
Encontrando uma ilha para poder afastar-se
O silêncio é pouco e incomoda
O ruído é muito e incomoda ainda mais


As palavras podem ser muito prefeitas
As emoções podem ser indomáveis
As acções podem ser erradas
Mas, os pensamentos são a verdade



No Labirinto, há que encontrar a saida
A liberdade espera por nós.
Quando sairemos ? Não sei...
Apenas sei que eu amo a liberdade...