sábado, 21 de novembro de 2009

A recordação permanece

O tempo passa
As pessoas desencontram-se
A realidade muda constantemente
E a recordação permanece

O tempo vagueia
As pessoas mudam
O que é hoje, amanhã já não é.
E a recordação permanece

O tempo viaja, ora devagar, ora depressa
As pessoas morrem mais um pouco
A realidade atroz, faz esquecer esse ritual
E, mesmo assim, a recordação permanece

A recordação permanece
Inviolável ao tempo e á realidade
No coração e na mente de uma pessoa que recorda
Com emoção, actos e pessoas de uma realidade distante ...