sábado, 5 de dezembro de 2009

Estranho

Nos meus lábios, sinto um beijo Nos meus braços, sinto um aperto
Nos meus olhos, vejo olhos côr de mar
No meu coração, sinto o estranho que há em mim.

Nos teus lábios, sentes a paixão de um beijo quente de um amor 
fugaz e punjante.
Nos teus braços, sentes a força de um encontro com o corpo do teu
amado, viril e encantador.
Nos teus olhos, vês os olhos côr de mel que embalam os teus sonhos
e embarcam as tuas fanstasias.

No teu coração, sentes um estranho que te beija fortemente para que
não sabias que ele quer amar-te perdidamente.